voltar para outros artigos

Bonito é turismo sustentável

Embarque Nessa 6 de abril de 2017

A Organização das Nações Unidas proclamou 2017, o “Ano Internacional do Turismo Sustentável”. A ideia é chamar atenção para a importância dessa indústria, que já responde por 10% de toda atividade econômica mundial, e para o enorme potencial que tem no combate à pobreza, no entendimento entre os povos e na promoção do diálogo intercultural.

A Unesco por meio do Programa do Patrimônio Mundial trabalha para que turistas que visitam 1.052 sítios naturais levem benefícios às “comunidades locais, e que os fluxos de visitantes sejam administrados de maneira compatível com a conservação do patrimônio”, informa o portal da instituição.

O código mundial do turismo diz que “todos os agentes de desenvolvimento turístico têm o dever de proteger o meio ambiente e os recursos naturais, com perspectiva de um crescimento econômico constante e sustentável, que seja capaz de satisfazer equitativamente as necessidades e aspirações das gerações presentes e futuras”.

No Brasil destaca-se, como bom exemplo, a cidade de Bonito no Mato Grosso do Sul, reconhecida, já em 2013, com o prêmio World Responsible Tourism Awards de melhor destino de turismo responsável no mundo, durante a realização da World Travel Market (WTM).

A cidade proporciona ecoturismo, turismo de aventura e diversão em família. É possível flutuar nas águas transparentes do Aquário Natural localizado na Baía Bonita. No Rio Sucuri mergulha-se entre enormes cardumes de peixes, plantas exóticas e nascentes. Outro ponto ideal para a prática do snorkeling é a Nascente Azul.

O passeio de aventura pelo Rio Formoso começa com uma trilha de 1.800m, para que o turista observe a incrível riqueza e variedade da flora e da fauna: são palmeiras, bromélias, árvores nativas, pássaros de todas as cores e tamanhos, além de macacos prego, cotias e tatus.

passaros_bonito-ms-5

Terminada a caminhada, é hora do mergulho livre de 2.200m em águas cristalinas que permite a visualização de formações rochosas que ocorrem tipicamente no interior de cavernas, como resultado da sedimentação e cristalização de minerais e de tufas calcárias.

Bonito oferece belas cachoeiras, balneários e lagos, além do circuito formado pelas grutas de São Mateus, São Miguel e Lago Azul.

Para você conhecer a cidade de Bonito, participando do desenvolvimento sustentável desse maravilhoso patrimônio natural do Brasil, acesse o Clube Sistel (www.clubesistel.com.br) e conte com o apoio da Bancorbrás Turismo.