voltar para outros artigos

Conheça ainda melhor o PAMA e o PCE

Você Sabia? 13 de setembro de 2017

A assistência médica é uma preocupação de todas as pessoas, considerando as dificuldades de atendimento na rede pública de saúde e os altos custos praticados pela medicina privada. Por essa razão, é importante conhecer um pouco melhor o PAMA e o PCE. Com esse objetivo, entrevistamos Maria Helena De Freitas, técnica de relacionamento, que trabalha há quatro anos na Sistel.

O trabalho realizado por ela tem por finalidade responder os questionamentos que chegam pelos canais de relacionamentos Fale Conosco, Central de Atendimento e, também, por cartas e pelo atendimento pessoal. Com base em sua experiência diária, Maria Helena, poderá esclarecer muitas dúvidas que podem estar ocorrendo a você.

Então, vale a pena acompanhar este bate-papo.

 

Você poderia descrever o PAMA e sua importância para o beneficiário?

O Plano de Assistência Médica ao Aposentado (PAMA) é um plano de benefícios de assistência médica, com o objetivo de prestar exclusivamente aos assistidos (aposentados e pensionistas) dos planos PBS-A atendimento médico-hospitalar com custos compartilhados. A parte do usuário corresponde ao resultado da aplicação de um percentual, variável em função da sua renda, sobre todas as despesas médico-ambulatorial-hospitalares realizadas, sendo a diferença assumida pelo Fundo Assistencial do PAMA.

O plano também é liberado para os seus beneficiários de até 21 anos ou filhos inválidos que tenham comprovado a invalidez antes de completar 21 anos (neste caso, poderá permanecer no plano desde que não perca a condição de invalidez).

 

Quem pode se beneficiar do PAMA?

Poderão ser inclusos no PAMA os seguintes usuários:

  • Contribuintes assistidos, inscritos nos planos PBS-A e em gozo de suplementação de aposentadoria;
  • Cônjuge ou companheira(o);
  • Filhos menores de 21 anos;
  • Filhos inválidos e sem recursos.

 

O que é o PCE do PAMA?

O Programa de Coberturas Especiais (PCE) do PAMA consiste em um conjunto de benefícios adicionais e opcionais que visa, principalmente, minimizar o risco de endividamento. Isso é possível porque os usuários do PCE têm a isenção da coparticipação nas despesas de mais alto custo, como as de internação, quimioterapia, radioterapia e hemodiálise e o procedimento de Facectomia (cirurgia de catarata).

 

Por que é importante aderir ao PCE?

Como o plano visa, principalmente, minimizar o risco de endividamento com despesas de altos custos. O PCE oferece a possibilidade de os usuários não ficarem sem o plano tendo em vista que no PAMA é coparticipativo e os percentuais variam de acordo com a faixa de renda em todos os procedimentos.

 

Como fazer a adesão ao PCE?

A adesão ao PCE só é possível para os assistidos PBS e PBS-A. Para se inscrever no PCE é preciso encaminhar o Termo de Adesão à Sistel, por meio dele o Assistido concorda com a vigência a partir de sua adesão, com o pagamento do valor da Contribuição Mensal por Grupo Familiar e com os percentuais de coparticipação nos eventos de menor custo demonstrados no termo em vigência à época em que aderiu ao Programa.

 

É possível incluir filhos acima de 21 anos no PCE?

No PCE, há possibilidade de inclusão de filhos com idade superior a 21 anos, solteiro, estudante e economicamente dependente do assistido. Para ter direito, é preciso comprovar que era estudante ao completar 21 anos e que não houve interrupção nos estudos. As declarações deverão ser enviadas semestralmente para a Sistel.

Para esses beneficiários, haverá uma contribuição adicional para cada filho estudante que também é demonstrada no termo de adesão, além dos percentuais de coparticipação, ou seja, além do pagamento da contribuição por Grupo Familiar, o Assistido terá que pagar a Contribuição Mensal Individual de cada filho.

 

No PCE quais são as carências para utilizar o plano?

No caso do PAMA-PCE, carência é o período de tempo previsto contratualmente e respaldado na legislação, que decorre entre o início do contrato (adesão aos planos PAMA e PCE) e a efetiva possibilidade de utilização dos serviços contratados (após a Sistel enviar o cartão Bradesco Saúde e de acordo com a tabela de carência). Assim, nesse intervalo, o novo usuário do PCE paga as Contribuições Mensais por Grupo Familiar ou Individual (mensalidades), mas não tem direito de usufruir de todos os benefícios contratados junto ao plano Bradesco Saúde Sistel.

Observação: Em caso de migração do PAMA para o PCE, o usuário que estiver cumprindo período de carência do PCE terá acompanhamento pelo PAMA. Isso quer dizer que todos os procedimentos médico-ambulatorial-hospitalares terão coparticipação pelo PAMA, desde que o assistido esteja em dia com seus compromissos como, por exemplo, pagamento dos boletos.

 

Prazo das carências previstas no PCE:

  • Urgências e emergências: 24 horas;
  • Consultas: 30 dias;
  • Procedimento, diagnose e terapêuticos: 90 dias;
  • Internações clínicas e cirurgias: 180 dias;
  • Procedimentos obstétricos: 300 dias.

 

PAMA: Não tem carência.

 

Quais os questionamentos apresentados por usuários do PCE PAMA que se divorciaram?

Os questionamentos acontecem quando o titular se separa e o ex-cônjuge ainda consegue utilizar o plano de saúde. Isso ocorre porque alguns procedimentos não precisam de liberação por parte da operadora e o cartão tem prazo de validade muito longo. Esse uso indevido acarreta ônus para o titular do plano, tendo em vista que a responsabilidade de quitar os débitos é dele.

O Regulamento PAMA, em seu Art. 6º, obriga os assistidos a comunicar à Sistel, por escrito, no prazo de até 30 dias de sua ocorrência, juntando os documentos comprobatórios, qualquer alteração posterior às informações prestadas na inscrição (endereço, alteração situação conjugal, falecimento dependentes etc.).

Sendo assim, por exemplo, com o divórcio ou com a separação judicial, o assistido deve solicitar, formalmente, por meio de formulário próprio, o cancelamento da inscrição do ex-cônjuge ou ex-companheiro(a) no PAMA. É importante que o Assistido recolha o cartão do ex-cônjuge para evitar o uso indevido, sob pena de ter de ressarcir a Sistel por despesas realizadas, indevidamente, após a data formal da separação.

Para qualquer alteração de beneficiários do PAMA ou PCE, é obrigatório o preenchimento do formulário e reconhecimento de firma (assinatura).

 

Como pode ocorrer o Cancelamento do Plano?

O casamento ou a convivência em regime marital de qualquer beneficiário do participante importará no cancelamento da inscrição no PAMA (e também no PCE), conforme Regulamento PCE – Art. 10º, Parágrafo único.

A título de exemplo, serão excluídos:

  • O cônjuge pela separação;
  • Os filhos maiores que vierem a se casar;
  • O/a companheiro/a que deixar de coabitar;
  • Os filhos inválidos que passarem a ter recursos;
  • Os cônjuges e companheiras/os que estiverem recebendo

benefício de pensão e vierem a se casar novamente;

  • Os filhos maiores que não estiver na condição de estudantes temporária ou definitivamente.

 

No caso de falecimento do aposentado como ficará o plano de saúde da esposa ou companheira?

Ocorrendo a morte do Titular, ressaltamos que os beneficiários não poderão mais utilizar o plano até que a pensão seja concedida.  As utilizações médicas no período de suspensão ou cancelamento do plano de saúde serão cobradas como uso indevido e o valor será integral.

A futura pensionista ao solicitar a pensão na Sistel fará sua opção pelo PAMA no formulário de benefício e ao PCE, preenchendo o Termo de Adesão. Porém, poderá optar por não ter assistência por nenhum deles, tendo em vista que é opcional sua inscrição.

Após a concessão da pensão e a opção pelo plano de saúde, será enviado novo cartão da Bradesco para a pensionista.

 

Quais procedimentos devem ser adotados para evitar cobrança de despesas por uso indevido?

  • É importante sempre manter os pagamentos do plano em dia, pois se ocorrer uma suspensão e houver utilizações no plano neste período, serão cobradas como uso indevido;
  • Ter conhecimento de quais são as coberturas de seu plano;
  • Em caso de separação, comunicar a Sistel e reter a carteira do ex-companheiro (a) evitando o uso indevido.

Ao final da esclarecedora conversa, Maria Helena deixou um recado: “A Sistel continua trabalhando todos os dias para você, que é a nossa razão de ser. Para você que depositou, há vários anos, sua confiança na Sistel, estamos retribuindo esse carinho. Em 2017, completaram-se 40 anos que você conta com a gente, e a gente conta com você! Parabéns para todos nós.”




  1. Milton Castilho Alves disse:

    Obrigado pelos esclarecimentos. Foram úteis.

  2. PAULO CESAR PEREIRA disse:

    VALEU,POIS CONSEGUI TIRAR ALGUMAS DÚVIDAS.

  3. Cesário Coutinho disse:

    Muito bom as explicações dadas pela Maria Helena de Freitas.

  4. walter honorio da silva disse:

    Seria muito importante a Jaqueline ter explicado que tipo de saude bradesco a sistel contratou para seu publico, uma vez que profissionais que consta como credenciado atendente bradesco , mas não atende bradesco sistel.

  5. PAULO CUNHA RUBIM disse:

    Tudo muito bem esclarecido. Resta um assunto importante que é o contato com a SISTEL que só pode ser feito por telefone fixo, visto que o 0800 na recebe chamadas de celulares. Atualmente a maioria das pessoas só usa celular porque não mudar para chamadas pagas pelo usuário ou outro sistema desde que nos atendam pelo celular? Como está não consigo falar com a SISTEL há meses mesmo tendo dúvidas para serem esclarecidas. .

    • Jaqueline disse:

      Olá Paulo!

      A possibilidade de ligar para o nosso 0800 por telefone celular está sendo avaliada com muito carinho, para que todos tenham a tranquilidade de falar com a Sistel por qualquer meio.

      Por enquanto, o senhor pode nos ligar no número (61) 3048 5899, essa ligação é cobrada como Interurbano normal, mas o senhor entrará em contato com a nossa Central de Relacionamento, via celular.

      Agradecemos pelo seu contato!

      Um abraço
      Jaqueline Lima

  6. Cleusa Alves da Cunha disse:

    Seria muito importante a Jaqueline ter explicado que tipo de saude bradesco a sistel contratou para seu publico, uma vez que profissionais que consta como credenciado atendente bradesco , mas não atende bradesco sistel. E isso dificulta e muito.

    • Jaqueline disse:

      Olá Cleusa, bom-dia!

      Nossa rede de credenciados é bem específica. Feita exclusivamente para os usuários da Sistel. Por isso a senhora encontra prestadores que atendem apenas a Bradesco Nacional e não a da Sistel. Lembramos que estamos em frequente análise de redes e sempre que necessário revisamos os credenciados que nos atendem para que sempre haja atendimento disponível.

      Um abraço!
      Jaqueline Lima