voltar para outros artigos

Cuidados e Precauções

Bem-estar & Saúde 1 de maio de 2016

A influenza tipo A, popularmente chamada de gripe, é provocada pelo vírus H1N1. Trata-se de uma doença respiratória que pode ter graves consequências, por isso é preciso prevenir!

A transmissão é muito fácil e ocorre por meio de partículas de saliva e de secreções emitidas quando alguém fala, tosse ou espirra.

As mãos também são veículos para transmitir o vírus, que sobrevive até 72 horas fora do organismo humano.

Os sintomas são parecidos com os da gripe causada por outros tipos ou subtipos do vírus Myxovirus influenzae, porém são muito mais intensos: febre alta repentina (38 a 39 oC); dores de cabeça, de garganta, musculares e nas articulações; irritação nos olhos; tosse; coriza; cansaço e falta de apetite. Podem ocorrer vômitos e diarreia. Quando esse quadro aparece é preciso procurar rapidamente uma unidade de saúde.

Mas, existem alguns cuidados simples que ajudam a evitar o contágio:

  • Higienizar frequentemente as mãos com água e sabão ou álcool gel 71%;
  • Limpar anéis, pulseiras e relógios nos quais micro-organismos acumulam-se;
  • Evitar tocar com as mãos os olhos, a boca e o nariz;
  • Usar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir o nariz e a boca, quando espirrar ou tossir;
  • Evitar o compartilhamento de alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal;
  • Evitar aglomerações de pessoas.

Fique atento ao período da campanha nacional de vacinação contra influenza na rede pública de saúde. Devem vacinar-se prioritariamente, crianças de seis meses a cinco anos, idosos a partir de 60 anos, mulheres grávidas, pessoas com doenças crônicas (respiratórias, cardíacas, renais) além de diabéticos e obesos.

A Drª Liliane Oppermann, integrante da Associação Brasileira de Medicina Ortomolecular — ABMO, em entrevista ao portal R7, fez uma lista de cuidados alimentares que aumentam a imunidade e previnem a influenza A:

  • Hidratação 

Já não é segredo para ninguém que a água é uma das coisas mais saudáveis do mundo. Beba no mínimo dois litros por dia, porque além de hidratar, ela mantém as vias aéreas úmidas, ajudando no combate ao vírus.

  • Iogurte natural 

É rico em cálcio e lactobacilos que ajudam a melhorar a flora intestinal e fortalecem o sistema imunológico.

  • Shimeji e shitake 

Os alimentos são ricos em lentinana, um nutriente que estimula a produção das células de defesa, fazendo com que a imunidade aumente.

  • Ômega 3 

Presente em peixes como salmão e sardinha, o ômega 3 auxilia as artérias a permanecerem longe de inflamações.

  • Alho e cebola 

Os temperos são grandes aliados na imunidade. O alho tem função imunoprotetora e vem com uma boa dose de selênio e zinco, nutrientes que ajudam muito a evitar gripes e outras doenças. Já a cebola possui quercitina, um potencializador da função imune, que além de prevenir doenças virais, combate também as alérgicas.

  • Vitamina C 

A vitamina C aumenta a produção de glóbulos brancos, células que fazem parte do sistema imunológico e que combatem doenças como a gripe.

  • Vegetais verde escuros

Os alimentos possuem vitaminas A, B6 E B12, responsáveis pela maturação das células imunes e ajudam a dar resistência às infecções. Bons exemplos são o brócolis, couve, rúcula e espinafre.

  • Oleoginosas

Todas elas são ricas em vitamina E, que é benéfica por agir no combate à diminuição da atividade imunológica. Dentre elas, temos a noz, a amêndoa, e as castanhas, etc.