voltar para outros artigos

Insônia: descubra como dormir melhor

Bem-estar & Saúde 2 de outubro de 2015

Especialistas indicam maneiras simples para combater problemas com sono

Dificuldade para pegar no sono é comum. Cerca de 20% dos brasileiros sofrem com insônia, segundo o neurologista Rogério Adas Aires, do Hospital Santa Catarina. “O distúrbio se caracteriza pela dificuldade em iniciar ou manter o sono e presença de sono insuficiente para manter o bem-estar físico e mental durante o dia”, explica Rogério. E essa complicação para descansar pode causar alguns efeitos no corpo e na mente. Aires enumera os reflexos mais comuns causados pela falta de sono:

+ Comprometimento das atividades cotidianas;

+ Dificuldade de atenção;

+ Instabilidade da concentração e da memória;

+ Alterações do humor;

+ Irritabilidade;

+ Redução do desempenho profissional;

O neurologista Daniel Campinho Schachter, do Hospital São Vicente de Paulo – RJ, revela que a insônia não tem relação com a genética. Porém, segundo Rogério, outras doenças de origem genética podem ocasionar o distúrbio.

“A insônia pode também se manifestar como parte de doenças comuns como depressão, ansiedade, condições dolorosas crônicas, problemas endócrinos, cardíacos e pulmonares, ou afecções neurológicas”, completa Aires.

O neurologista ainda comenta que a causa mais comum da insônia é psicofisiológica. O excesso de preocupação, o constante estado de alerta, irregularidade de horários e rotina estressante desencadeiam o distúrbio.

Daniel acrescenta que a exposição à luz influencia diretamente o sono. “TV na hora de dormir é uma causa frequente”, diz. Ingerir altas doses de cafeína ou bebidas energéticas também não contribuem para o descanso. Além disso, praticar exercícios físicos em horários muito próximos ao de dormir deixa o corpo agitado e reflete no sono.

E quem pensa que combater esse mal é difícil se enganou. Com pequenas mudanças de hábitos é possível dormir melhor. Daniel recomenda expor-se à luz natural do dia, fazer atividades físicas ao ar livre, alimentar-se de forma balanceada e evitar a ingestão de cafeína ou estimulantes após às 18h.

Além dessas, Rogério complementa com outras atitudes. ”Vá ao quarto apenas para dormir, evite ler ou assistir tv na cama, não faça refeições pesadas antes de dormir e evite o uso de álcool como indutor do sono”, indica.

Dormir com qualidade faz toda diferença para manter uma qualidade de vida saudável. Adotar pequenos novos hábitos pode contribuir para se livrar da insônia. Comece já!

Fonte: Revista Shape