voltar para outros artigos

O Centenário de brasileiros notáveis

Biblioteca Cultural 20 de dezembro de 2016

Em 2016, comemora-se o centenário de nascimento de personalidades notáveis de nossa cultura. Aqui, uma breve homenagem àqueles que enriqueceram a nação brasileira com a grandeza de seus talentos.

Zélia Gattaí, além de seu intenso convívio com os intelectuais que lançaram a Semana de Arte Moderna de 22 e o casamento-parceria com o notável escritor Jorge Amado, afirmou-se como autora. Alcançou sucesso de público e reconhecimento da crítica por meio de obras como Anarquistas Graças a Deus e Um Chapéu para Viagem.

O professor de português, Silas de Oliveira, tornou-se um dos ícones da história do samba. Parceiro de Mano Décio da Viola foi compositor de 14 sambas-enredos do Império Serrano. É lembrado por obras primas como Heróis da liberdade (1969), Pernambuco, Leão do Norte (1968, Os Cinco Bailes da História do Rio (1965) e Aquarela Brasileira (1964).

Cláudio Villas-Bôas, sertanista e indigenista, que juntamente com seus irmãos Orlando e Leonardo, escreveu uma maravilhosa página de valorização das nações indígenas, que pode ser sintetizada na criação do Parque Nacional do Xingu. Seguindo os passos do Marechal Rondon, os irmãos Villas-Bôas foram pioneiros ao propor e defender corajosamente uma política indigenista protetora das tradições e do futuro dos índios no nosso país.

 

70 Historinhas

A Companhia das Letras relançou o instigante e delicioso livro 70 Historinhas de Carlos Drummond de Andrade. O volume é assim apresentado pela editora: “são crônicas e contos – ou ‘cronicontos’ – em que a observação caminha junto com a fabulação, o humor roça cotovelos com o lirismo e a crítica aparece arejada pelo deboche. Treze das histórias deste livro têm crianças e adolescentes como personagens, sem que o autor se preste a infantilizá-las, pela paródia da linguagem ou pelo primarismo das ações. Pelo contrário, elas enfrentam, contestam e vencem, muitas vezes, os detentores da autoridade, com a inteligência e a argúcia a que recorrem para desafiar-lhes o poder. Mais um lance de gênio de um dos mais importantes autores brasileiros de todos os tempos”. Leitura que vale a pena!


Fonte: Foto: http://www.guiadasemana.com.br/arte/noticia/relembre-artistas-e-obras-influentes-da-semana-de-arte-moderna-de-22