voltar para outros artigos

O paraíso de Fernando de Noronha

Embarque Nessa 2 de setembro de 2016

A história registra que pelos idos de 1502, o navegador Fernão de Noronha avistou um arquipélago formado por vinte e uma ilhas, ilhotas e rochedos, porém foi Américo Vespúcio quem noticiou ao mundo a respeito desse recanto de beleza achado nas águas do Oceano Atlântico.

Esse lugar paradisíaco fica a 545 km da costa brasileira, mas pertence à Mesorregião Metropolitana do Recife, trata-se de um exuberante Parque Nacional Marinho que, desde de 2001, foi reconhecido como Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco.

Na Ilha de Fernando de Noronha encontra-se a Vila dos Remédios, ponto de fixação dos portugueses a partir do século XVIII. O desenho urbanístico do lugarejo harmoniza em dois pátios ligados à Horta da Vila: o poder civil e o poder religioso.

Ali, é preciso visitar o Forte dos Remédios, a principal fortificação da ilha, erguida em 1737, e que hoje proporciona uma vista inesquecível do mar ao pôr do sol.  Conhecer a Igreja de Nossa Senhora dos Remédios é uma oportunidade singular de unir fé, cultura e história. A vila oferece a melhor infraestrutura para o turista e está nas proximidades das belíssimas praias Cachorro, Meio e Conceição.

Em Fernando de Noronha, o visitante pode conhecer quatorze praias e usufruir oportunidades diversas de banhos, prática de surfe e mergulho. E, ainda, observar de um mirante centenas de golfinhos com seus filhotes, que espontaneamente fazem um espetáculo de saudação à vida e à natureza pelas manhãs.

Não é possível deixar o arquipélago sem conhecer o Projeto Tamar, reconhecido internacionalmente como uma das mais bem sucedias experiências de conservação marinha. Motivo de orgulho para todos os brasileiros.

O Centro de Visitantes do Projeto oferece o Museu a Céu Aberto, palestras e programas de ecoturismo, tais como: acompanhar gratuitamente, na praia, a atividade de monitoramento das tartarugas, por meio de captura intencional para marcação e biometria. De dezembro a junho, os visitantes podem acompanhar o monitoramento noturno do Leão e a abertura de ninhos. As atividades são promovidas mediante agendamento, proporcionando ao turista uma interação maior e mais direta com as atividades realizadas no arquipélago.

Em Fernando de Noronha, a temperatura média é de 28 graus na terra e 26 graus no mar, tendo apenas duas estações: uma seca (de setembro à março) e outra chuvosa (de abril à agosto), sendo que o período de chuva é caracterizado por chuvas esporádicas, intercaladas por sol intenso.

Para programar a sua viagem a Fernando de Noronha acesse o Clube Sistel (www.clubesistel.com.br) e conte com o apoio da Bancorbrás Turismo.




  1. DIVA MARIA da SILVA GOMES disse:

    Qual a melhor época para se focar em Fernando de Noronha. Sem frio e chuva apenas verão para poder se aproveitar bem????????