voltar para outros artigos

Viajar faz bem para mente, corpo e alma

Embarque Nessa 1 de setembro de 2015

A possibilidade de viver novas experiências, ainda mais quando se vive em uma rotina, é muito empolgante e costuma vir acompanhada da ideia de viajar para algum lugar. Viajar transforma, te deixa mais atento, pois você sai do seu lugar comum e experimenta novos sabores, aprende a andar por novas estradas, escuta outros idiomas e diferentes culturas, é um misto de emoções que só quem se permite entenderá.

Quando o que você vê é diferente do que está acostumado, a mente interpreta a situação através do que mestres zens chamam de “mente de principiante”. Ver o mundo dessa forma, mesmo que por pouco tempo, proporciona um grande impulso para a criatividade.

Viajar serve para lembrá-lo de que seu tempo no Planeta Terra é limitado. Quando você está vivendo rotina, pode acabar ignorando seu senso de urgência e se esquecer de aproveitar o dia. Por outro lado, quando se tem um tempo limitado, num lugar novo e desconhecido, você se vê obrigado a aproveitar ao máximo cada minuto e muitos voltam para a casa ainda com esse sentimento, decididos a fazer um novo caminho para ir ao trabalho, a sentar numa mesa diferente no restaurante ou olhar por aquela janela que nem tinham reparado que existia.

0003

Viajar nos ensina que as pessoas são parecidas em todos os lugares. Quer o lugar seja apenas um pouco diferente, ou muito diferente, tenha o inglês como língua oficial ou não, seja caro ou barato, esses lugares estão preenchidos por pessoas que querem praticamente as mesmas coisas: boas relações, trabalhar com o que elas gostam, ter dinheiro suficiente e tempo livre para se divertir. As pessoas não são tão diferentes assim uma das outras.

Ao fazer as malas é preciso diferenciar o que é realmente essencial para levar, do que só vai fazer peso. Alguns mochileiros dizem que quando você decide que vai fazer caber tudo que precisa para viver por uma semana ou duas em uma bagagem de mão, a definição de prioridades torna-se inevitável. Se você tentar embalar tudo o que pode vir a precisar, vai rapidamente chegar a cinco ou dez vezes mais o tanto de coisas que realmente vai caber. A mesma coisa acontece com outros limites importantes, como dinheiro e tempo. Quando você traz essa lição de volta para casa, ela pode ajudá-lo a pensar duas vezes quando considerar comprar o próximo produto no impulso.

Como você viu, viagens são um meio de expandir sua mente, corpo e alma. Comece seu planejamento para sua próxima aventura e conte com a Sistel para te ajudar a realizar esse sonho, seja com a melhor opção de empréstimo ou com descontos exclusivos dos parceiros do Clube Sistel Alô Vantagens.